terça-feira, 20 de julho de 2010

Rui chapéu

Caros amigos.

Na semana retrasada, joguei sinuca com meu professor. Ganhei dele de lavada. Muito, mas muito fácil mesmo.

Ele me pediu uma revanche e, hoje, teve a sua oportunidade.

Só que, para minha infelicidade, ele mostrou sua verdadeira face. Me deu um taco ruim e uma farpa entrou no meu dedo.

Resultado, acabei perdendo de 4 x 2. Mas mesmo debilitado, consegui fazer jogadas maestrais.

Porém, a farpa estava tirando minha concentração e não pude render o meu máximo. Caso contrário, eu ganharia tão fácil como fiz da primeira vez.

Tenho certeza de que nenhum de vocês duvida disso.

Mas fiquem tranquilos. Vou querer minha revanche também, mas vou ficar mais esperto para não cair no truque do taco farpado outra vez.

Abraços a todos.

PS: Assistam a uma pequena demonstração das minhas grandes habilidades.


video

terça-feira, 13 de julho de 2010

O Vencedor

Olá, queridos amigos.

Venho comunica-los que acabo de receber o resultado da tal prova da aposta.

Eis a imagem que tenho no meu painel


Após visualizar a minha nota, me levantei e disse, suavemente: AAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!! CONSEGUIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!!

Agora vamos ao fatos.

Como estava enrolado nas outras matérias da faculdade, acabei deixando os estudos desta disciplina para depois. Por sorte, o professor não tomou conhecimento de que tínhamos o Felipe Melo na seleção e decretou que a prova só aconteceria na quinta-feira.

O "feriado" ajudou de maneira indireta. Pois na semana da prova eu tive diversos outros trabalhos e provas para fazer. Só pude estudar mesmo na quarta, fazendo valer a máxima "não deixe para amanhã o que você pode fazer depois de amanhã".

Como nem tudo na minha vida são espinhos, algo interessante aconteceu. Lembram da postagem que fiz falando da aposta? Pois bem, naquela postagem eu fiz uma dedicatória à um amigo meu, que está sempre lendo meu blog. Eis que após a leitura, ele me deu a notícia salvadora da pátria. Me informou que naquela mesma semana ele tinha feito a prova para ser monitor desta disciplina e que havia conseguido a aprovação. \o/

Com papel, caneta e uma HP em mãos, parti para o improvável: aprender todo o conteúdo da segunda prova em menos de 24 horas. Começamos a estudar era por volta das 20:00 (pois eu havia acabado de apresentar um trabalho de outra disciplina). E terminamos por volta das 23:00 (belo estudo, não? xD).

Saí da sala de estudos faminto. Fui direto para o "Cantinho do Caldo", o único restaurante aberto aquela hora em Seropédica. Tomei um caldo de feijão e voltei para casa. Dei mais uma revisada no que li, tentando não me focar só nos cálculos e sim no conhecimento teórico da matéria.

No dia seguinte, acordei cedo para fazer um trabalho de uma outra disciplina (tão vendo só como não é nada fácil ser estudante?). Eis que ouço um barulho similar ao de um trovão. Mas, infelizmente, nenhuma núvem nos céus. Eu estava mesmo era com dor de barriga.

A prova de AFO era só as 18:00. Mas o trabalho que eu tinha que apresentar era as 15:00. E tinha que estar na faculdade mais cedo para pegar as partes dos outros componentes. O tempo passava e nada da situação melhorar. Durante a apresentação do trabalho, eu estava parecendo um boneco de ventríloquo. Meu semblante era um só.

Após o trabalho, fui correndo pra casa. Fiz o que tinha que fazer, e me senti um pouco melhor. Porém com todo esse "vai e vem" não tive tempo de revisar mais uma vez o que tinha estudado. Os ponteiros do relógio se alinharam verticalmente. Era chegada a hora.

Entrei na sala, cumprimentei o professor e peguei minha prova. Engraçadinho como ele é, me deu duas folhas de ofício e disse que a prova estava grande. HA-HA, como ele é engraçado (vou me lembrar de fazer isso quando eu me tornar professor também =P).

Eu comecei a ler a prova e ao mesmo tempo, já anotava os dados importantes. Risca pra cá, soma pra lá, divide aqui e dá-lhe HP. Eu já estava com a prova toda resolvida, sem grandes dificuldades. Quem pensa que eu estava animado, se enganou. Morri de medo de estar fazendo merda (na prova, fiquem tranquilos, eu já estava me sentindo melhor =P).

Após revisar minhas respostas, fui até o professor e entreguei a prova, torcendo pra tudo estar correto.

E hoje, tive a tão questionada nota. Um belíssimo DEZ.

Considerações a respeito deste "episódio".

Antes de mais nada, eu não ganhei só uma aposta. Eu ganhei um amigo. Todo este desafio e teatro que protagonizamos nos permitiu uma aproximação. E, embora eu não tivesse conseguido o DEZ, eu já me consideraria um vencedor por ter lutado para conseguir e por ter tido a tal aproximação.

Também pude descobrir o bom amigo que tenho, que é o meu bixo Vinícius. Que esteve ao meu lado estudando, me insentivando e torcendo por mim. Tenho plena consciência de que ele me ajudou não por obrigação, pois isso ele não tinha mesmo, apesar de ser monitor, mas porque queria mesmo me ajudar.

Vocês podem dizer que o que eu fiz foi errado, que eu deveria ter estudado desde o princípio, eu sei. Não foi o que aconteceu, mas este é o meu rítmo, o meu jeito de levar as coisas. Me dedico muito mais por esse tipo de motivação do que pela obrigação de estudar. Tentem entender que tenho facilidade de aprendizado. Isto me possibilita este tipo de atitude. Enfim, sei que não é o ideal, mas um dia a gente chega lá. =)

A única parte ruim da história é que o meu professor não estará na faculdade no período que vem.

Obrigado a todos os que torceram por mim. Principalmente ao Vinícius e ao Raphael.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Dinheiro na mão é vendaval


Dorgas! Parei, mas ainda tenho flashbacks. RAIRAIRAIRAIRARIARIARIARAIRAI

Pois é, galera. Vocês não estão vendo errado. É uma fogueira de dinheiro.

O manifesto aconteceu na Suécia. Mulheres, de um partido feminista, queimaram cerca de R$23.000,00 "protestando" contra o pagamento de salários diferentes para homens e mulheres no país. O valor representa o quanto as mulheres de lá ganham a menos do que os homens a cada minuto.

Agora vamos analisar o assunto... havia a necessidade de um protesto? Sim, a desigualdade dos salários está bem óbvia para mim. Mas daí a queimar dinheiro? Ou seja... ganham "pouco" e transformam o "pouco" em menos ainda. Depois quando falamos "minha mulher torra meu dinheiro", vocês dizem que é perseguição nossa.

Quando eu li a matéria, pensei que se tratava de uma loucura. Mas depois percebi que isto é completamente "normal" para o raciocínio das mulheres. Em outras palavras, "É bem cara de mulher fazer isso mesmo".

Quem aí conhece uma mulher que, por insatisfação com algo, jogou fora um presente ou quebrou algo de valor? Quantas e quantas vezes vemos mulheres brigarem com o marido e quebrar o carro da família, televisão, jogo de jantar e etc?

Sua "raiva" é mais importante do que qualquer outra coisa no mundo. Isso acontece porque elas estão acostumadas com muitos mimos. Por isso não aprenderam a dar valor a determinadas coisas. Quando se conhece a necessidade, esse tipo de coisa não acontece. Por exemplo, ninguém faz greve de fome na Etiópia. Mendigo não rasga dinheiro (o que seria bem difícil, pois eles só tem moeda).

Eu não quero ser taxado como machista. Mas é que, várias vezes, nem vocês conseguem se entender. Como querem que nós, homens, consigamos isto?

Link da notícia.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

E você? Não vai fazer nada?

Olá, meus caros amigos.

Hoje li uma notícia muito legal.

Como anunciei a vocês, muitas cidades de Pernambuco e Alagoas estão em estado de calamidade. Pessoas perderam tudo o que tinham, cidades foram destruídas por completo.

Mas a tal notícia boa é que os presos de duas unidades carcerárias de PE renunciaram a um dia de alimentação para oferecer ajuda aos desabrigados pelas chuvas que ocorrem na região.



Ao todo foram arrecadados mais de 1,6 Toneladas de donativos nas duas unidades.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Agora eu pergunto a você. Vai ficar parado?

Tem gente que não gosta de fazer doações de dinheiro, pois acha que a burocracia impede que as doações cheguem ao destino. Outros acham que a verba é desviada. Há também aqueles que acham que até os alimentos que são doados são desviados.

Só que enquanto você pensa isso tudo. Pessoas dormem no chão, não tem o que comer, estão com frio e perderam suas casas, parentes, amigos e, inclusive, a cidade em que vive.

Então, se você é desses que sempre acham que os donativos não chegam ao destino, faça sua parte de outra maneira. Cobre dos seus representantes, os recursos do Estado para ajudar a população. Faça um protesto, divulgue na imprensa. Faça o que for. Só não fique de braços cruzados.

Saiba como ajudar Pernambuco clicando aqui.

Abraços a todos.


quarta-feira, 23 de junho de 2010

Mexa-se

Olá, meus amigos.

Eu sei que em época de Copa do Mundo, só se fala em futebol. Mas venho aqui pedir um pouquinho consciência da parte de vocês.



Talvez vocês tenham ouvido falar sobre a desgraça que atinge os estados de Alagoas e Pernambuco. As chuvas arrasaram várias cidades. A maioria das cidades dessas regiões são ribeirinhas e com o alto índice de chuvas, ocorrem enchentes em proporções catastróficas.



Aqui vai um link para quem tem um pouquinho de amor ao próximo:

Saiba como ajudar as vítimas das tragédias.

Alagoas:
O Corpo de Bombeiros oferece duas contas para doações em dinheiro: Banco do Brasil, agência 3557-2, conta corrente 5241-8, e na Caixa Econômica Federal, agência 2735, operação 006, conta 955/6.


Eu estou fazendo a minha parte(que vai além da divulgação). Eu participo de uma comunidade de jogos e estou leiloando alguns dos meus artigos do jogo e todo o dinheiro arrecadado será doado para ajudar as vítimas dessas tragédias. Não é muito, mas fico feliz em estar participando.

Queria também explicar o que me fez tomar uma atitude e não ficar de braços cruzados. Além de ter compaixão, faltava-me uma motivação, uma luz que me mostrasse que eu poderia ajudar.

A nova onda do momento é postar promoções no Orkut com mensagens de caridade. "Doe Sangue" e "Adote um cão" aparecem todos os dias na minha página inicial. Mas eu me pergunto: Quem, entre os divulgadores, fez doação de sangue? Quantos desses adotaram um cão?

A conclusão que cheguei é que estamos banalizando algo que é para ser praticado e não apenas divulgado. Pessoas criam essas promoções apenas para dizer "eu tenho uma promoção com muitos Reply". E os que divulgam, só o fazem para aliviarem sua consciência "vejam só como sou uma boa pessoa, estou fazendo a minha parte".

Todos já sabem o que se deve fazer! Mas quem vai dar um ponto final nisto e vai colocar a mão na massa? Chega deste "alguém tem que fazer algo"! Você, eu e qualquer outro somos capazes de fazer isto. Não precisamos esperar que alguém faça por nós!

Conto com o apoio de vocês para esta causa nobre.

Queria agradecer a todos os meus amigos que me parabenizaram pela minha iniciativa. É realmente muito gratificante estar ajudando.

Abraço especial para o meu amigo Wendell, que disse que o mundo precisa de mais "penedos". =)

quinta-feira, 17 de junho de 2010

A aposta

Olá, amigos. Tudo certinho?

Pois bem, eu não sei se comigo está tudo tranquilo. Pois acabo de fazer uma aposta com meu professor, que já não tenho certeza de que fiz boa coisa.

A história é a seguinte: Estive doente uns tempos atrás e acabei faltando a primeira prova da disciplina. Aluno exemplar como sou, descobri a data da segunda chamada 4 dias antes da prova. E eu não tinha estudado N-A-D-A, sem contar que eu tenho mais faltas do que presenças nesta disciplina (tomara que nem minha mãe ou meu professor leiam isso =P).

Todavia, eu tenho um bom relacionamento com o professor. Posso arriscar dizer que somos até bons amigos. =)

Continuando a história... na primeira aula que fui após faltar a prova, o professor veio me perguntar o que havia acontecido. Eu expliquei a ele que estive doente e não tive cabeça para estudar. Como agravante, digo-lhes que é a terceira vez que estou fazendo esta mesma disciplina(neste momento estou pensando seriamente se devo publicar esta postagem ou não xD) e com o mesmo professor (tá explicado o porquê somos bons amigos, né? Se ele não gostasse de mim, já tinha me passado =P).

Então o professor me deu um puxão de orelha e me perguntou se eu iria reprovar de novo. De batepronto, disse que isto seria improvável. E ainda disse que conseguiria passar sem precisar fazer a prova optativa (que pra mim, sempre foi obrigativa). A única maneira de isto acontecer, seria gabaritando a prova e recebendo um belíssimo DEZ (Nota que eu nunca tirei na faculdade xD).

O professor não levou o que eu disse muito a sério e para se certificar de que eu estava realmente disposto a isso, perguntou se eu tinha certeza que faria isto. Eu estufei o peito e disse: Mas é claro! Ele, então, me retruca e diz que irá colocar uma questão bem cabulosa na prova.

As pessoas que estavam acompanhando a conversa começaram a sussurar "você vai morrer, garoto!". E como o professor é muito meu amigo, tratou de, na mesma hora, faz o anúncio para toda a turma sobre a questão "especial" e de quebra completou: "Podem agradecer ao vascaíno".




Calma, gente. Ele estava só brincando (assim espero xD).

Enfim... hoje o professor veio me perguntar sobre o meu possível DEZ. E eu, num momento de muita sensatez, virei pra ele e disse: "Quer apostar?".

Eu preciso dizer se ele aceitou a aposta? =P

A parte boa da história é que ainda não definimos o que será apostado.

As partes ruins são várias:

- Eu não sei o quão elevado é o senso de humor dele
- Também não sei se a galera estava brincando sobre me matar
- Minha mãe vai ler isto e me falar a lot
- Faltam 3 semanas para a prova e eu tenho que aprender tudo o que eu não aprendi em 3 períodos

Bom, é isso aí.


Quero mandar um abração pro meu professor Raphael Braga. Cara gente finíssima, excelente profissional, didático e dinâmico. (vai que ele lê, né? =P) Seu único defeito é ser Tricolor.

Abração também pro meu bixo Macaé que fala mal de mim a lot, mas tá sempre lendo aqui =P.

E um grande beijo pra minha mamãezinha querida do meu coração que eu amo muitississíssimo. (vai que ela lê mesmo, né? xD)


PS: Po, professor, tu sabe que esses elogios são reais, né?! Só escrevi desta forma pra dar uma conotação humorística =P. O mesmo vale pra você, mãe. =P

PS²: Só pra situar os interessados... a disciplina é Administração Financeira I.

Abraços a todos.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Um novo sentido

É, queridos leitores... Li uma coisa que mudou meu modo de ver a vida. Gostaria de dividir com vocês essa sabedoria.

Existe um velho provérbio Árabe que diz:

يان وعدد أعبحت الشعببانية يتم ماعية و تعيينهمللأعياننواب
حسب الدستور المعدل عام أصبحت إسبانيا دولة قانون إجتماعية و ديمقراطية تحت نظام ملكي برلماني. الملك منصبه فخري و رن و واحدئيس الوزراء هو الحاكم الفعلي للبلاد. البرلمان الإسباني مقسم الى مجلسين واحد للأعيا وعدد أعضاء يبل عين و واحد للنواب و عدد نتائج الانتخابات نائب. نتائج الانتخابات الأخير مباشرة من أصبحت الشعبسنوات، بينما كل 4 سنوات، بينما يعين1 عنتخاباتضو من مجلس الأعيان و ينتخب الباقون من الشعب أيضاً. رئيس الوزراء و الوزراء يتم تعيينهم من قبل البرلمان اعتماداً على نتائج الانتخابات النيابية. أهم الأحزاب
الإس أصمقسم الى مجلسين واحد للأعيان ( وعدد
أعبحت

Pense nisso, e reflita!!!

sábado, 29 de maio de 2010

365 dias de aprendizado

Olá, caros e queridos amigos.

Ontem foi o grande dia. =) Alguns de vocês já estavam até cansados de ver a contagem regressiva no meu msn(eu sei), mas é que realmente, o aniversário é uma data muito especial. Vou explicar o porquê.

O aniversário celebra a conquista de mais um ano vivido(no meu caso, o 25°). Pois é, estou ficando velho (na verdade, todos estamos, a cada segundo que se passa). Mas para minha alegria, um dos meus professores da Rural me deu a grande notícia que em breve atingirei a "idade da razão". Eu fiquei sem entender nada, até ele me dizer que, Segundo Jean Paul Sartre, a idade da razão é 30 anos. Meu professor disse também que ele é inventor da filosofia do existencialismo e que se eu tiver uma chance, para ler o livro "A idade da razão", assim descobrirei porque as pessoas começam a verdadeiramente "pensar na vida e no seu significado" aos 30 anos. Então fica aqui a minha promessa de leitura, e recomendação para vocês (confio na indicação do meu professor).

Este ano, prometi a mim mesmo que reveria alguns de meus ideais. Sei que alguns deles acabam dificultando minha vida um pouco, mas são necessários para que eu possa ser um grande homem no futuro. Outros me proporcionam um bem estar momentâneo, mas não estão me levando a lugar nenhum. Então, prometo colocar as coisas na balança e ver o que fica, o que sai e o que pode ser modificado.

Este ano que se passou, foi bem complicado pra mim. Tive vários contratempos na faculdade, problemas com a família e com alguns amigos. Mas posso dizer que todos essas coisas indesejadas, serviram de lição. E como dizem: "O que não te mata, te fortalece".

Aprendi a valorizar mais a minha vida pessoal. Devo ainda me dedicar mais aos meus estudos. Aprendi, também, que amigos vem e vão o tempo todo. Há aqueles que criam raízes e a relação se torna mais duradoura(não é a toa que chamamos estes de "irmão"), mas também há aqueles que apenas fizeram seu papel de amigo durante um período curto de tempo. Dos amigos de infância, alguns se destacam pela amizade e os outros pela infantilidade. Mas são coisas da vida, nem todos amadurecem no mesmo rítmo.

No fim das contas, o que pude compreender e comprovar é que faça sol ou faça chuva, quem estará sempre ao seu lado, é a sua família. Não importa se estão bem ou mal, são eles que vão estar ao seu lado. E, mesmo que haja uma distancia entre nós e eles, ainda haverá um desejo de sucesso para nós.


Tudo aquilo que me diziam quando eu era jovem... que um dia eu iria aprender a valorizar a família, que deixaria de ser rebelde, que criaria juízo... está acontecendo agora. E, assim como eles desejam o meu sucesso, eu desejo o sucesso deles.

Gostaria de agradecer a todos aqueles que me deram os parabéns, aqueles que me desejaram felicidade(ainda que não tenham se manifestado), aos que compareceram na comemoração do meu aniversário e também a todos aqueles que estiveram ao meu lado e fizeram de mim o que sou hoje.

Muito obrigado a todos.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Adaptação

Olá, queridos amigos.

Alguns de vocês já devem estar sabendo, que, recentemente, virei um "dono de casa". Agora, moro sozinho e não mais na casa da minha mãe.

Venho compartilhar algumas experiências que tive desde então.

Uma das coisas que mais me chamou atenção foi a minha falta de logística caseira. Ontem fui ao mercado com o objetivo de comprar bananas (adoro vitamina). O problema não foi escolher as bananas. As que eu escolhi estão até bonitas. O que eu não pensei, foi em dividir o cacho. Acabei levando pra casa 2.100kg bem distribuidos em 18 bananas.

Também pude perceber que 1 caixa de Sucrilhos é muito pouco, comprei ontem e hoje só tem açúcar e algumas migalhas. Por outro lado, refrigerante de 2L não é vantagem alguma, pois já na segunda refeição, você vai tomar ele sem gás.

Outra descoberta, é com relação ao Bombril. Dizem que tem 1001 utilidades, eu comprei um pacote a até agora não sei onde usar. Em compensação, guardanapos são excelentes. Servem para não me deixar com a boca suja, absorver a gordura das frituras que eu faço e até para limpar a mesa, me economizando o esforço de limpar o pano, afinal, o guardanapo é descartável(nem sempre =P).

Mas o que está me deixando mesmo sem sono é que eu descobri que tem alguém a fim de me sacanear. Veja bem, eu moro sozinho e minha louça está sempre suja. Sendo que vira e mexe eu lavo as coisas. E na casa da minha mãe, eu sujava bem mais, não lavava nada e a louça estava sempre limpa. Por isto, esta noite ficarei acordado para descobrir o que está acontecendo.

Abraços a todos

sexta-feira, 14 de maio de 2010

O velho e a moça.

Olá, pessoas.

Todos os dias, após acordar, procuro notícias do mundo. Hoje, me deparei com duas matérias ótimas.

A primeira fala de um homem de 81 anos que doou toda a sua fortuna para viver uma vida mais simples.



Conhecido como o "homem mais sortudo do mundo", apelido que ganhou por escapar da morte sete vezes(sobreviveu a quedas de avião, acidentes de trem e outros desastres), o croata Frano Selak ganhou na loteria cerca de R$1.500.000,00 a cinco anos e doou todo seu dinheiro para familiares e amigos e está voltando para o vilarejo onde nasceu.

"Tudo o que eu preciso agora, na minha idade, é minha Katarina", disse ele, se referindo à mulher.

Se eu tivesse um chapéu, com certeza tiraria para fazer reverência a este homem.

Se alguém tiver o interesse de ler a matéria completa, clica aqui.

A segunda reportagem que me agradou foi a da menina Jessica Watson. Estudante de 16 anos que resolveu entrar para o Guiness Book como sendo a menina mais jovem a dar a volta ao mundo velejando.



A pequenina australiana já está a sete meses numa embarcação com cerca de 10 metros de comprimento e sua jornada está próxima do fim. O retorno está previsto para este sábado.

Porém, a algum tempo o Guiness book extinguiu a categoria "mais jovem" dos recordes – não estava pegando bem deixar gente tão nova se arriscar.

Ontem, Jessica escreveu sobre a proximidade do fim da viagem. Contou que estava ansiosa por um banho quente, comida fresca “e tudo mais”. Fez também uma lista do que acha que vai sentir falta quando deixar o barco:

“A primeira coisa é bem óbvia, eu vou sentir falta de levantar e ir velejar todo dia! Vou sentir falta de estar fora do alcance do meu irmão irritante! Vou sentir falta de fazer as coisas no meu próprio ritmo e de cantar alto sem esvaziar o ambiente.

Vou sentir falta da excitação de vencer desafios, voando no escuro. De um novo pôr-do-sol toda noite e do tempo que eu sempre separo para vê-lo. Vou sentir falta de olhar as ondas e o mar. Sei que já se passaram quase sete meses e ainda não estou entediada com isso. As cristas brancas que quebram quando está ventando e os reflexos vítreos quando não está. Vou sentir faltar de ver Albatroz circular o barco e dos dias de gorro em que achar uma escova de cabelo é trabalho demais.”


Link para a matéria da revista Época. Clica aqui.

O fato de não entrar para o livro dos recordes é algo pífio, comparado a experiência de vida que esta menina adquiriu com sua aventura.

Alguns podem alegar que os pais desta menina são loucos. Porém, acredito que se ela não estivesse preparada para isto, eles a impediriam.

Jessica possui um blog, onde conta toda a sua aventura. Dei uma olhada e recomendo. Só gostaria de ter conhecido esta história antes. Link aqui.

Agradeço ao Sr. Frano Selak e a menina Jessica Watson por me mostrarem que o mundo não está perdido. Parabéns a vocês por suas atitudes e desejo que vocês tenham toda a felicidade do mundo (apesar de parecer que isso eles já possuem).

domingo, 9 de maio de 2010

Experiência de quase morte.

Olá, leitores. É bom estar vivo. =)

Hoje, dia das mães, quase sofremos (minha mãe, minha irmã e eu) um acidente na volta para casa (MG x RJ).

Eu estava dirigindo na boa, pois sou responsável e não gosto de correr. Porém, começou a chover e a pista ficou mais escorregadia. Até aí, nada de extraordinário.

Acontece, que num pedaço mais estreito da estrada, antes de uma ponte em curva, eu senti o carro flutuando na parte traseira. Mantive a calma e aguardei um pouco pra ver se seria apenas uma pequena derrapagem. Porém, não foi bem assim.

A ponte estava bem próxima e a traseira saindo cada vez mais. O que pude fazer foi pisar no freio. Ok, vocês podem dizer que este foi o erro. Porém, naquela situação, não havia outra alternativa. Fica difícil explicar, pois foi tudo muito rápido e mesmo com riqueza de informações, vocês não terão a imagem que eu tive diante de mim.

Enfim, ao pisar no freio o carro virou ainda mais. Minha mãe gritava "THIAGO! THIAGO! THIAGO". Neste instante, eu queria parar o carro naquele exato lugar(óbvio, eu queria parar o carro de qualquer maneira) como um pause em um filme para depois voltar a sequência. Eu queria parar aquele momento para perguntar a ela: "Adianta me chamar? Eu to aqui do seu lado, estou vendo tudo o que está acontecendo. O que você espera? Que eu vire pra você e diga: Opa, desculpa eu não estava prestando atenção, mas valeu o aviso, agora vou botar o carro no lugar".

Ok, tirando a situação do "pause" agora... o carro virou 180°. Neste momento, eu pensei em fazer um trocadilho "Vamos voltar? =D". Também prestei bastante atenção no que estava acontecendo em volta, olhei os retrovisores, vi que não havia carro em nenhum dos sentidos. Mas também vi que eu já havia atravessado a faixa que eu estava. Sem pensar muito, puxei o freio-de-mão para travar as rodas traseiras e controlei a direção no volante.

O carro voltou a posição inicial, mas ainda derrapou mais uns instantes, até parar a poucos metros da ponte e no acostamento da pista contrária, a centímetros do barranco.

Só posso dizer que foi MUITA sorte não ter nenhum carro na pista aquela hora. Agradeço por ainda estar vivo e não ter acontecido um acidente com minha mãe e minha irmã. Estamos todos muito bem, o carro não bateu em lugar nenhum, foi só um susto.

Este episódio só comprovou que tenho atarixia.

É isso aí galera. Muito cuidado ao volante e redobre a atenção com pista molhada. Já sabem, se for dirigir, não beba. Se for beber, vá de taxi.

Abraços

Edit: Só pra constar, tudo isso aconteceu em menos de 5 segundos.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Grilhões da Vida




"Só me arrependo do que não fiz."

Pessoas se apegam a este recusro para evitar pensar em como seria se tivessem agido de maneira diferente. Não há como conhecer o outro lado da moeda, pois o tempo não volta para que possamos tomar uma decisão diferente sobre a mesma situação. Não podemos banhar-nos duas vezes no mesmo rio, porque o rio não é mais o mesmo. Mas se imaginarmos que ao agir de outra forma estaríamos em melhor situação, nos arrependeríamos profundamente.

Todos sabem que ao escolher uma opção, deixamos de lado todas as outras. Com uma visão mais ampla, passamos a entender que deixar algo de lado, quando se decide por outra opção, também é fazer algo. Como uma bifurcação na estrada, ao optarmos por um caminho, deixamos de ir pelo outro, mas nunca estamos parados.

Eu sei que recomenda-se viver intensamente. E não é por acaso. A vida é feita de oportunidades e cada uma delas é única. Mas vamos com calma, não podemos confundir "viver intensamente" com anarquia. Tenho pra mim, que viver intensamente é dedicar-se ao que faz, dar o melhor de si em cada ação do seu dia.

Não viva para o trabalho, porém não se esqueça de que você depende dele para viver. Não perca seu tempo desejando coisas fúteis, pois elas não te levam a lugar algum. Mas tenha sonhos! São eles que nos dão a motivação necessária para continuar vivendo.

Devido a uma sequência de resultados ruins, algumas pessoas acomodam-se, abrindo mão dos seus sonhos, culpando sempre o destino. Não permita que isto aconteça! Cada um teve um ponto de partida diferente, mas nós somos responsáveis pelas escolhas que fazemos. E são estas escolhas que nos tornam o que somos e o que vivemos hoje. Transforme os fracassos em fonte de sabedoria e a utilize para triunfar em suas próximas experiências.

Não fique triste por não ter feito tudo o que queria. Eu também não fiz e não conheço quem tenha feito. Este é um sonho utópico que vive dentro de cada um de nós. Busque dentro de você o equilíbrio entre sua liberdade e sua responsabelidade. E, acima de tudo, nunca desista.

Thiago Sant'Anna

domingo, 18 de abril de 2010

A origem do apelido



Olá, queridos leitores. =)

Hoje, realizei um sonho. Conheci a cidade que deu origem ao meu apelido. Não é uma boa história, mas pra quem já teve em saber "por que penedo?", aqui vai a resposta.

Quando entrei na faculdade, falaram que eu parecia com um veterano meu, e ele é de Penedo - RJ. Se eu pareço com o cara de Penedo, logo sou penedo. (Geralmente, quem estuda longe de casa é apelidado com o nome da sua origem.)

Ok, até aí, nada demais. Porém, hoje em dia há mais pessoas que me conhecem como penedo do que pelo meu nome(pra quem não sabe, me chamo Thiago =P).

Enfim, não tive muito tempo para conhecer a cidade. Voltávamos de São Paulo, paramos lá apenas para almoçar. Porém, pretendo voltar e fazer um Tour pela cidade, que parece ser bem legal. Dizem que há muitas cachoeiras pela região, e eu gosto muito =D.

Apesar da minha curta passagem por Penedo, pude tirar uma foto que eu queria a muito tempo...



Esta é uma postagem simples, mas eu tinha que deixar algum registro desta minha passagem por lá, pois, pra mim, foi muito importante. =)

Cya

quarta-feira, 31 de março de 2010

Textos que você deveria conhecer - II


Olá, queridos leitores. Trouxe mais dois textos ótimos para vocês. Espero que vocês gostem e que reflitam sobre. =)


--------------------




--------------------


DOS DEFEITOS
Gilberto de Nucci tem uma excelente imagem a respeito de nosso comportamento. Segundo ele, os homens caminham pela face da Terra em fila indiana, cada um carregando uma sacola na frente e outra atrás. Na sacola da frente, nós colocamos as nossas qualidades. Na sacola de trás, guardamos todos os nossos defeitos. Por isso, durante a jornada pela vida, mantemos os olhos fixos nas virtudes que possuímos, presas em nosso peito. Ao mesmo tempo, reparamos impiedosamente, nas costas do companheiro que está adiante, todos os defeitos que ele possui. E nos julgamos melhores que ele - sem perceber que a pessoa andando atrás de nós, está pensando a mesma coisa a nosso respeito.

terça-feira, 30 de março de 2010

Textos que você deveria conhecer.

Olá, queridos leitores. Trago-lhes um texto que considero excelente e recomendo sua leitura. Tenho mais uns 2-3 outros textos em mente e, futuramente, postarei aqui. Espero que aproveitem minhas indicações. =)

------------------------

Exigências da Vida Moderna

Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.
E uma banana pelo potássio.
E também uma laranja pela vitamina C.

Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água.
E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão).

Cada dia uma Aspirina, previne infarto.
Uma taça de vinho tinto também.
Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso.
Um copo de cerveja, para… não lembro bem para o que, mas faz bem.
O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.

Todos os dias deve-se comer fibra.
Muita, muitíssima fibra.
Fibra suficiente para fazer um pulôver.
Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente.
E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada.
Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia.

E não esqueça de escovar os dentes depois de comer.
Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax.
Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.

Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma.
Sobram três, desde que você não pegue trânsito.

As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia.
Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma).

E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas quando eu estiver viajando.

Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações.

Ah! E o sexo.
Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina.
Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução.
Isso leva tempo e nem estou falando de sexo tântrico.

Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação.

Na minha conta são 29 horas por dia.
A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo!!!

Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes. Chame os amigos e seus pais.
Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher.
Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésia.

Agora tenho que ir.
É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro.
E já que vou, levo um jornal…

Tcháu….
Se sobrar um tempinho, me manda um e-mail.

(Luis Fernando Veríssimo)

sexta-feira, 26 de março de 2010

Hora do Planeta




Olá, queridos leitores. Estou aqui para divulgar a campanha da Hora do Planeta.

Antes de mandar o Ctrl+V , vou dar a minha opnião sobre o assunto.

Eu sou fã desse tipo de campanha. É uma oportunidade maravilhosa para que nós possamos participar, e as vezes com gestos tão pequenos, mas que em conjunto fazem a diferença.

Talvez, este seja o primeiro passo para uma atividade rotineira. Eu, por exemplo, apoio todas as campanhas que buscam melhoria para o nosso planeta.

Enfim, conto com a ajuda de vocês na divulgação. =)

Agora, segue o Ctrl+V =P


-----------------------



No sábado, 27 de março, entre 20h30 e 21h30 (hora de Brasília), o Brasil participa oficialmente da Hora do Planeta. Das moradias mais simples aos maiores monumentos, as luzes serão apagadas por uma hora, para mostrar aos líderes mundiais nossa preocupação com o aquecimento global.

A Hora do Planeta começou em 2007, apenas em Sidney, na Austrália. Em 2008, 371 cidades participaram. No ano passado, quando o Brasil participou pela primeira vez, o movimento superou todas as expectativas. Centenas de milhões de pessoas em mais de 4 mil cidades de 88 países apagaram as luzes. Monumentos e locais simbólicos, como a Torre Eiffel, o Coliseu e a Times Square, além do Cristo Redentor, o Congresso Nacional e outros ficaram uma hora no escuro. Além disso, artistas, atletas e apresentadores famosos ajudaram voluntariamente na campanha de mobilização. Clique aqui e veja a lista de quem já aderiu.

Em 2010, com a sua participação, vamos fazer uma Hora do Planeta ainda mais fantástica!


Como você pode participar

Existem diversas formas de participação. A primeira delas é se cadastrar. Clique aqui e informe os dados necessários. É bem rápido. O cadastro dos participantes é a principal maneira que temos de avaliar quantas pessoas apagaram as luzes. Os participantes brasileiros serão somados com os de outros países, formando uma grande corrente pelo futuro do planeta. Os nomes das empresas cadastradas vão aparecer na página Quem Já aderiu. Clique aqui e veja a lista de quem já aderiu.

O próximo passo é espalhar a mensagem da Hora do Planeta para o maior número possível de pessoas. Convide familiares, amigos, colegas e membros da sua comunidade para participarem também.

Se você utiliza as mídias sociais, como Orkut, Twitter, Youtube e Facebook, use essas ferramentas para falar com os seus amigos. Publique as notícias sobre a Hora do Planeta produzidas pelo WWF-Brasil. Dê o link para vídeos e fotos sobre o movimento postados na internet.

Saiba o que acontece no mundo inteiro na Hora do Planeta. Clique aqui ou acesse www.earthhour.org.

terça-feira, 23 de março de 2010

Brasileiro, um povo que luta (nas batalhas erradas)

Sem blablabla ou mimimi. Venho compartilhar com vocês um fato que me deixou revoltado.

Eu estava almoçando, quando vi a notícia no Jornal Hoje, da rede Globo, o julgamento do "caso Isabela Nardoni". Quando o repórter anunciou que várias pessoas enfretam fila para poder presenciar o julgamento. Pessoas chegaram lá por volta de 5 horas da manhã e permaneceram por mais 4 horas em pé. Algumas delas saíram de suas cidades para poder acompanhar de perto o tão esperado julgamento.

Um advogado gostou desse comportamento da população e disse que é a manifestação de um povo que tomou para si as dores da mãe de Isabela.

Sim, coisa linda...

Fala sério! O povo mais parece uma platéia! Todos só querem assistir, mas nada de participar! Pessoas saem de suas casas, percorrem centenas de quilômetros para acompanhar um julgamento. Bando de desocupados! Para acompanhar manifestações em Brasília, mal ligam a Televisão. Pouco importa o que fazem os políticos que eles elegeram. E daí que desviam verbas? O que importa é olhar para a cara do pai de Isabela e pensar "Seu psicopata" (sim, apenas pensar, pois não podem interromper o julgamento).

E depois ainda tem gente que diz que a Televisão não manipula as pessoas. Veja bem se o caso de Isabela Nardoni não se parece com um Reality Show. Onde tudo o que importa é "tomar conta" da vida alheia.

Longe de mim dizer que este caso não é importante. Sim, é. O problema é que não damos atenção a outras coisas(desculpem-me por dizer, mas...) mais importantes. O povo não se manifesta quando políticos escondem dinheiro na cueca, em suas meias, mas não perdem uma notícia sobre a avó de Isabela.

Gostaria que em vez de eleições, tivessemos Reality Show de políticos. Os candidatos teriam suas vidas monitoradas 24h por dia. Desta forma, candidatos e população sairiam ganhando. Os candidatos teriam propaganda gratuita 24h por dia. E a população seria educada a conhecer melhor os candidatos e cobrar resultados.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Mochileiro

Olá, queridos leitores.

Desculpem-me pela ausência, mas é que nestas férias, nada de extraordinário me aconteceu (ainda).

O fim das minhas férias se aproxima. Por isso, resolvi agir.




No ano passado eu tive a oportunidade de conhecer um pouco de João Pessoa e fiquei admirado com a beleza do Nordeste. Neste carnaval fiz um cruzeiro e pude conhecer um pouco de Maceió. O que fez aumentar ainda mais o meu interesse pela região.

Graças a este interesse, me surgiu a idéia de fazer um Tour pelo Nordeste brasileiro. Convidei alguns amigos para embarcarem nesta aventura comigo, mas não encontrei ninguém disposto.

Meu objetivo é conhecer os seguintes lugares: Fortaleza, Natal, João Pessoa, Recife e Maceió.

Estou levantando uma grana para tomar um avião até Fortaleza e de lá, vir "descendo". Já pesquisei uns lugares que quero conhecer e passeios que quero fazer.

Parece loucura, né? xD

Algumas pessoas me dizem que sim. Mas estou me sentindo um pouco velho. Estou com medo de deixar o tempo passar e não aproveitar o quanto desejei. Sendo assim, mochila nas costas e pernas pra que te quero.

Peço a todos um desejo de boa sorte. Pois vou precisar.

Se algum de vocês souberem de alguns pontos interessantes, algumas dicas, agradeceria MUITO se pudessem me passar essas informações. Pois sou "marinheiro de primeira viagem".

Assim que confirmar a viagem, eu volto aqui para contar como estão os preparativos.

Abraços a todos vocês. =)